"Acertar é humano , persistir no acerto é qualidade"

Expoente em retífica de motores

A DETROIT iniciou suas atividades em meados de 1989.
Hoje, ao apresentar suas novas instalações dotadas de moderna estrutura, máquinas de última geração e alta tecnologia em retífica de motores, a empresa promove a melhoria contínua da qualidade com procedimentos, critérios e padrões bem definidos, que lhe garantem o selo de serviço certificado pelo Instituto da Qualidade Automotiva.
20/11/2014
Emocionado, João Luiz Ferreira comentou a sua formação profissional pelo SENAI como aluno da primeira turma e da sua ascensão empresarial à frente de uma das maiores retíficas de motores do país.
30/09/2014
No momento da compra, muitas são as dúvidas com relação ao estado de conservação do veículo. Geralmente as principais preocupações estão na verificação de ruídos, peças em perfeita ordem, lataria alin
30/10/2014
Diversos aspectos como reciclagem, descarte correto de peças e processos ecologicamente corretos serão avaliados para a certificação. Empresas que atenderem os requisitos receberão o Selo Verde.
30/09/2014
A DETROIT recebeu em 1998 a Certificação de Qualidade do I.Q.A (Instituto de Qualidade Auto motiva), órgão credenciado pelo INMETRO, por atender as normas ABNT-NBR 13.032 e as diretrizes do Sistema Br

Bloco

Após a limpeza, os blocos são inspecionados em busca de roscas danificadas, sinais de desgaste excessivo nos pontos críticos, superaquecimento, empenamento, ovalização, desalinhamento e torção. São adotados os procedimentos de recuperação empregando equipamentos de precisão, seguindo rigorosamente os padrões recomendados pelos fabricantes.

Cabeçote

Após o processo de limpeza, os cabeçotes são inspecionados visualmente em busca por trincas, roscas danificadas, prisioneiros engripados, corrosões excessivas etc. Aprovados, são encaminhados para os equipamentos de teste de estanqueidade. Após, são desmontados para substituição dos componentes danificados.

Virabrequim

Após a lavagem fina, o virabrequim é encaminhado ao setor de usinagem, inspecionado de maneira visual para identificar sinais de batidas, roscas danificadas, evidências de superaquecimento ou falha de lubrificação. Após, sua dimensão é conferida e, a seguir, passa pelo teste de “magna fluxo”, buscando identificar trincas e ou fissuras. Na sequência, segue para as retificadoras de alojamento dos mancais e bielas.